Como evitar e tratar as manchas escuras nas axilas?

Atualizado: 20 de jun.



O escurecimento da região pode acabar abalando também a autoestima e autoconfiança. Saiba mais!


Quando falamos em manchas escuras nas axilas não estamos discutindo apenas sobre uma questão de saúde ou estética, sabia? Isso porque o escurecimento da região costuma ser o principal motivo para as mulheres deixarem de lado as blusas sem manga ou até mesmo evitar levantar os braços. Afinal, ter a área escurecida causa insegurança e abala a autoestima e também a autoconfiança. Mas como evitar tudo isso?

Segundo a farmacêutica Kika Chammas, especialista em cuidados com a pele da Dermare, cuidar das axilas é fundamental para mantê-las bonitas e saudáveis. Além disso, ela destaca que esse tipo de cuidado tornou-se uma tendência de beleza e também autocuidado. "Devemos tratá-las com muita atenção, principalmente por ser uma região supersensível. Esses cuidados evitam ainda alguns desconfortos como a sudorese excessiva e o mau cheiro", explica.


Causas


A especialista esclarece que as manchas escuras costumam ser consequência de alguma irritação na área, causada, normalmente, pelos antitranspirantes — devido à presença de alguns componentes em sua fórmula, como álcool, triclosan e fragrâncias — ou ainda uma questão de saúde. Ela pode decorrer dos níveis de insulina no organismo, ou seja, diabéticos e gestantes costumam sofrer com o escurecimento das axilas por causa desse fator. "Outras áreas, como pescoço e dobras também devem escurecer. Esse processo é resultado de uma condição chamada acantose nigricans, ligada ao crescimento insulínico", salienta.


Tratando


Vale ressaltar que, embora a situação seja bastante desconfortável, já existem muitos métodos disponíveis para tratá-la. Nesse sentido, destacam-se os produtos específicos para o clareamento da pele, além da rotina diária de limpeza da região. "Lave as axilas com sabonete para remover fungos, bactérias e excesso de desodorante, e realize a esfoliação do local pelo menos uma vez por semana. Em contrapartida, evite substâncias que descamem a pele, como peelings", recomenda Kika.

Apesar de parecer um pouco incomum, o uso de protetor solar nas regiões escuras também são essenciais no tratamento, viu? Afinal, ele proporcionará proteção contra o sol e também queimaduras — fatores que podem contribuir com o escurecimento. Mas, assim como os produtos criados para clarear as manchas, lembre-se de usar apenas após a liberação do dermatologista, ok?

Por fim, vale entender a real causa do escurecimento. Isso porque se for uma questão hormonal, o ideal é consultar o endocrinologista para testar seus níveis de insulina e iniciar um tratamento medicamentoso, que pode envolver remédios, além dos dermocosméticos. Não se automedique, hein?!


Fonte: Kika Chammas, farmacêutica especialista em cuidados com a pele e CEO da Dermare.

2.235 visualizações0 comentário