Design sem nome (19).png

Rita Aventurato

Psicóloga Econômica

Psicóloga Econômica busca auxiliar as pessoas que sofrem com questões de dinheiro, dando o direcionamento de como transgredir as crenças sabotadoras.

Porque tanta gente se atrapalha com dinheiro?

 

A questão não é só o quanto se ganha e o quanto se gasta. Mais importante que isso é o como e o porque a pessoa gasta. Principalmente, como guarda (se é que se guarda!) alguma quantia.

 

Inevitável: há cálculos distorcidos por conteúdos emocionais, além de marcas pessoais e familiares que se impõem às nossas decisões econômicas e não percebemos.

 

Fato é que muitas pessoas estão numa armadilha e não sabem, gerando repetidamente dívidas, com dificuldade em formar uma reserva de emergência e por aí vai. Algumas armadilhas estão guardadas dentro do funcionamento do cérebro, das respostas automáticas e impulsivas - que, tempos atrás, valiam para a sobrevivência. Hoje, já não é bem assim.

 

Quais os impedimentos que cada pessoa enfrenta para fazer algo racional e próspero para si mesmo ou para si mesma? Você sabia que é possível transformar isso?

 

Lidar conscientemente com as próprias finanças é ver-se de um ângulo novo e muito realista. É uma jornada que pode levar a pessoa não só a um futuro amparado, mas também a um presente muito mais sereno e capaz de concretizar planos e sonhos.

 

Desejar vida próspera de nada adianta se não houver comportamentos econômicos alinhados a isso.

 

"Educação Financeira para não fazer besteira!"